Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Moqueca com Batata

Imagem
ingredientes azeite de dendêcebola picadamolho de tomatealho picadoazeite de olivafilé de robalo temperado com limão, sal e pimenta brancatentáculos de polvo pré-cozidosmexilhõesazeite de olivasal e pimenta brancacaldo de polvopimenta dedo-de-moçacebolinha picadacamarão secoleite de coco naturalpimentões coloridos cortados em rodelascebola roxa cortada em rodelasbatatas cortadas em rodelas e cozidaslagosta e camarões frescoscaldo de limão Modo de preparo
Numa panela de barro grande regue o azeite de dendê e refogue a cebola picada. Junte molho de tomate, alho picado e um pouco de azeite de oliva. Misture um pouco e coloque os filas de robalo temperados com limão, sal e pimenta branca. Deixe cozinhar alguns minutos, vire os filés e adicione tentáculos de polvo pré-cozidos, mexilhões, mais azeite de oliva e pimenta branca.

Despeje o caldo de polvo e tempere com pimenta dedo-de-moça e cebolinha picada. Misture bem e coloque o camarão seco, leite de coco natural, rodelas de pimentão coz…

salada de maionese feita sem leite e sem ovos

Imagem
# Maionese a base de isoflavona, cenoura, azeite e óleo de soja não transgênico e água.

# Colocar no liquidificador - aproximadamente 300ml de água
- duas a três colheres das de sopa de isoflavona (proteína isolada de soja em pó) Bater brevemente. A consistência deve ficar similar a um creme leve. - Acrescentar mais agua ou isoflavona se estiver muito grosso ou muito ralo.
# Com o liquidificador ligado: - Colocar entre duas a três cenouras, previamente cozidas e descascadas - Assim que elas tenham sido totalmente incorporadas no líquido ir colocando o óleo bem devagar. A maionese começará a ganhar consistência. - Usar também um pouco de azeite extra virgem.  O ponto certo, como em qualquer maionese caseira é quando o cone de sucção do liquidificador vai se fechando e o creme chegando na textura desejada. - Pode-se colocar temperos de ervas e limão a gosto. Pode-se acrescentar sal, ainda no liquidificador. A base fica ótima como um patê para passar no pão. Basta colocar e…

massala

Imagem
Como fazer a Massala - 1 colher (sopa) de cominho em pó
- 1 1/2 colher (chá) de semente de coentro em pó
- 1 1/2 colher (chá) de gengibre em pó
- 1 1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino moída
- 1 colher (chá) de canela em pó
- 1/2 colher (chá) de cravo-da-índia em pó
- 1/2 colher (chá) de noz-moscada em pó
Em uma frigideira tostar rapidamente todos os ingredientes, como se fosse fazer uma farofa. Cuidado para não queimar. Tão logo sinta que estão levemente tostados, apagar o fogo e armazenar num pequeno vidro, o qual você possa carregar na bolsa, pois vai usá-lo durante o almoço e ao jantar, na medida indicada na dieta. O restante deve ser acondicionado hermeticamente. A função da massala é ativar seu metabolismo e poder de digestão o que irá eliminar as toxinas naturalmente.

suco verde de cenoura e espinafre

Imagem
Suco Verde

- 1 copo de cenoura cortada em rodelas
- 2 copos de espinafre (só as folhas, sem o talo)
- 1 copo de água

Bater tudo no liquidificador e coar antes de beber. Se quiser, pode adicionar uma colher de mel.

Farinha preparada sem glúten

Imagem
FARINHA PREPARADA I
1 kg de creme de arroz 330g de fécula de batata 165 g de ararutaFARINHA PREPARADA II
3 xícaras de creme de arroz 1 xícaras de fécula de batata 1/2 xícara de polvilho doceFARINHA PREPARADA III
2 xícaras de creme de arroz 3/4 xícaras de fécula de batata 1/4 xícara de polvilho doceCréditos: Globo Reporter

pão de coco e pão brioche

Imagem
PÃO DE COCO
Ingredientes:
- 300 g de mistura básica sem glúten
- 10 g de fermento biológico seco
- 3 ovos
- 2 colheres de sopa de açúcar (opcional)
- 3 colheres de sopa de margarina ou manteiga
- 1 vidro de leite de coco ou, se preferir, 200 ml de água
- 100 g de coco ralado sem adição de açúcar Modo de Preparo:
- Na panificadora:
Untar a caldeira da panificadora e colocar os ingredientes na seguinte ordem: a água ou o leite de coco, a margarina (ou manteiga, óleo ou azeite) , os ovos, o açúcar, o coco ralado e a mistura para pães sem glúten.
Escolher o ciclo de pão sanduíche (número 11 ou o que tiver duração de 3h), iniciar o processo. Com a ajuda de uma espátula, não permitir que fique mistura nos cantos da caldeira. Deixar esfriar em uma tela ou grade. - Na batedeira:
Untar as formas de pão inglês com margarina e reservar.
Na bacia da batedeira (planetária) acrescentar o açúcar, os ovos, a água ou leite de coco, os flocos de coco e mistura. Misturar com uma espátula.…

Pão de Cristo e fazer a multiplicação do fermento

Imagem
Ingredientes: 1 litro de água filtrada 4 colheres (sopa) açúcar 4 colheres (sopa) farinha de trigo 1 colher (café) sal
Utilize uma vasilha de vidro para melhor visualização, coloque a água levemente morna (quase em temperatura ambiente) e por cima polvilhe o sal, açúcar e a farinha.
Não mexa, cubra com um filme plástico e deixe fermentar por 3 a 4 dias.

Multiplicação do Fermento
- 1ª Etapa
Ingredientes: 1 parte do fermento ( fermento pronto para uso) 1 colher (sopa) de sal 4 colheres (sopa) de açúcar 4 colheres (sopa) de farinha de trigo 3 copos (requeijão) de água em temperatura ambiente (equivalente a +/- 820ml )
Em uma vasilha de vidro ou plástico, coloque o fermento reservado e polvilhe por cima o sal, o açúcar e a farinha de trigo. Adicione a água e não mexa. Cubra com um filme plástico e deixe fermentar por no mínimo 12h fora da geladeira. Estará bom quando formar uma espécie de nata grossa por cima com uma aparência aveludada.

- 2ª Etapa
Passado o tempo de fermen…

Pão de queijo típico de Minas Gerais

Imagem
Ingredientes:


1 kg polvilho 1 copo americano de água 1 copo americano de óleo 1 prato de queijo ralado 5 ou 6 ovos Leite ou água para amolecer a massa Manteiga para untar
Modo de preparo:
Ferver o óleo e a água. Em seguida, escaldar o polvilho. Após, colocar os ovos  e mexer a massa. Acrescentar aos poucos o queijo ralado e continuar mexendo. Amolecer a massa com um pouco de leite ou água, até a massa ficar em ponto de enrolar. Untar as mãos com manteiga e fazer bolinhas. Dispor os pães num tabuleiro untado com manteiga e colocar para assar.

Créditos: Globo Repórter

Bifum e rolinho de legumes

Imagem
Bifum e rolinho de legumesPublicado em 11 de março de 2014
"Acho uma delícia pratos preparados com proteína de soja e legumes. Até um tempo atrás, eu comia esse tipo de comida apenas em restaurante.  Por gostar muito, comecei a fazer em casa e o resultado não podia ser melhor. Fica uma maravilha!  Parece complicado, mas não é. Na receita de hoje o preparo do recheio do rolinho e do macarrão são bem parecidos.  Nessas duas receitas, você pode alterar ou acrescentar os legumes de sua preferência. Eu acho a combinação de repolho com cenoura e cabotiá com brócolis, incrível. Dos quatro rolinhos que preparei, dois eu fritei. Ficou bom, mas eu prefiro ao natural. Para acompanhar os rolinhos, preparei um macarrão feito de arroz, bifum. Ele é muito leve e por ser muito fino, cozinha rapidamente. Pode ser servido quente ou frio."

Você vai precisar:
Macarrão:
100 g de macarrão tipo bifum½ xícara de soja texturizada escura½  colher de sopa de shoyu2 tiras de cabotiá3 arvorezinhas de…

Carne-seca na cabotiá

Imagem
Carne-seca na cabotiáPublicado em 27 de setembro de 2012
Você vai precisar:
1 abóbora cabotiá média500 g de carne-seca dessalgada e desfiada250 g  catupiry1 cebola grande2 dentes de alho1 tomate italianoazeite de olivasal para colocar na abóborapimenta a gostoqueijo parmesão

Como fazer:
Lave bem a abóbora. Com uma faca, abra uma tampa na parte de cima. Retire todas as sementes e polvilhe um pouquinho de sal dentro dela. Por fora, passe um pouco de azeite de oliva na casca. Coloque a cabotiá dentro de uma panela coberta até a metade de água e cozinhe por 20 minutos. Retire a cabotiá da panela e cloque-a em uma forma coberta com papel alumínio. Em uma panela, refogue a cebola, o alho e o tomate, acrescentando em seguida a carne-seca desfiada. Tempere com pimenta e misture bem. Coloque o catupiry e mexa até ele derreter e se misturar com todos os ingredientes. Coloque a carne-seca com catupiry dentro da abóbora, cubra com queijo parmesão e leve ao forno para gratinar.

Bolinhos de Abobora com Carne Seca

Imagem
Você vai precisar:400 g de abóbora cabotiá200 g de carne seca dessalgada2 colheres de sopa de farinha de trigo1 colher de sopa de maizena1 cebola picada2 dentes de alhosalsinha a gostoazeite de olivasal e pimenta a gosto
Como fazer:
Cozinhe a abóbora até que ela fique bem macia. Depois, amasse-a até formar um purê. Na panela wok, coloque um fio de azeite, meia cebola, um dente de alho picado e a salsinha. Frite por mais ou menos quatro minutos. Acrescente o purê, a farinha e a maisena.  Misture bem e reserve. Numa frigideira, frite meia cebola e um dente de alho. Coloque a carne seca cozida, desfiada e tempere com pimenta. Deixe esfriar.
Montagem do bolinho:coloque um pouquinho da massa de abóbora na mão enfarinhada. Acrescente um pouquinho de carne seca e feche a massa, formando um bolinho. Frite em óleo bem quente. Sirva com pimenta.

Sopa de Abóbora Paulista

Imagem
Você vai precisar:
400 g abóbora paulista200 g de abóbora cabotiá1 batata pequena1 cebola picada1 pedaço pequeno de alho poró picado1 caldo de legumesazeite de olivagengibre ralado (usei mais ou menos 3 cm)
Como fazer:
Numa panela, coloque um fio de azeite e refogue a cebola, o alho poró e o gengibre. Acrescente  um litro e meio de água, o caldo de legumes, as abóboras e a batata. Se precisar, vá colocando mais água até as abóboras e a batata cozinharem bem.  Passe a mistura no liquidificador ou amasse bem até ficar um creme. Sirva com cebolinha picada e torradinhas.
Dica para descascar a cabotiá: é muito difícil tirar a casca dessa abóbora. Para facilitar, cozinhe ela antes por uns 8 minutos.

Receitas Originais de Molhos Italianos

Imagem
Festival de Molhos Italianos - Receitas Tradicionais

Receitas Originais de Molhos Italianos
Queridos seguidores, não querendo ser taxativo ou esnobe, tenho certeza dessas receitas serem originais, pois sou descendente direto de Italianos, sendo eu e minhas irmãs os únicos descendentes nascidos fora da Itália na minha Família e vi minhas Bisnonnas, Nonnas, Zii e Zie, Pappa e Mamma, fazerem esses molhos conforme as receitas que passerei aqui. Outra credencial que possuo é de ser formado pelo 
ICIF (Institute of Culinary Italian for Foreigners) em cursos temáticos especiais de culinária italiana e na época que fiz, em 1999,  o ICIF tinha um programa de formar mestres cozinheiros em receitas originais italianas para difundir a cultura italiana pelo mundo através de seus restaurantes e fui direcionado a isso, conservar o modo e a forma de fazer esses molhos. Aonde você for, ou em qualquer lugar do mundo, existem milhares de combinações diferentes, pois as receitas se adaptam ao …